Reeducação Alimentar

A reeducação alimentar é sem dúvida, a melhor receita para emagrecer com saúde e para sempre, combinado com exercicios diários  é como se fosse engrenagem e óleo.

Se você está lendo este material é porque provavelmente está em busca de informações que possam efetivamente lhe ajudar a emagrecer de forma saudável e também ficar em forma de maneira duradoura reeducação alimentar é a melhor opção.

Acredito até mesmo que você esteja cansada de fazer diversas dietas e de não ver os resultados que gostaria.

“Quer emagrecer? Então coma de 3 em 3 horas para manter seu metabolismo acelerado o dia todo!”

“Não treino porque não quero ficar muito grande…”

Com certeza você já ouviu isso antes, não?

Você deve se perguntar se realmente existe uma maneira de perder peso de forma saudável e que nos ajude a manter a boa forma ao longo da vida.

Será que existe uma solução para seu problema?

Continue lendo este artigo para aprender:

  • Por que fazer uma reeducação alimentar e como fazer?
  • Entenda como você engorda (e como você pode emagrecer de verdade com reeducação alimentar)

Estar acima do peso gera muitas complicações para a sua saúde, aumentando os fatores de risco de doenças cardiovasculares, da diabetes e até mesmo de alguns tipos de câncer.

  • De acordo com o Ministério da Saúde, em 2014 mais da metade de população brasileira estava com excesso de peso (52,5%) e destes, 17,9% eram obesos.
  • Em 2013, o levantamento apontou que 50,8% dos brasileiros estava acima do peso e destes, 17,5% eram obesos.
  • Já em 2006 ano que iniciou as pesquisas, 42,7% da população estava acima do peso e em 2008, este número aumentou para 48,5% da população.

Estes números são bastante preocupantes, já que geram diversos problemas de saúde pública devido ao aumento dos índices de doenças crônicas.

Além dos problemas físicos, estar acima do peso pode causar muitos problemas psicológicos e, no caso das mulheres, impactar de maneira drástica na autoestima e na produtividade pessoal.

Com o aumento dos índices de excesso de peso e de obesidade, a procura por informações nutricionais e por dietas que possam auxiliar no processo de redução de peso também aumentou bastante.

Infelizmente, o que vemos no mercado é uma quantidade imensa de métodos milagrosos que também irão lhe causar muitos problemas de saúde e gerar uma grande frustração pela falta de resultados sabe aquele efeito sanfona? Ele mesmo e com uma boa reeducação alimentar pode ter certeza que não vai sofre-lo.

Um bom programa de redução de peso, deve também incluir a questão comportamental que é muito importante no andamento dos programas de emagrecimento e, principalmente, no processo de manutenção.

A motivação pessoal para atingir resultados, a melhoria da autoestima, entre outras questões, têm papel fundamental para você que deseja de fato ficar em forma e se manter bem por muitos anos ainda.

Acredito que o sonho de muitas mulheres seja poder perder peso sem eliminar o prazer de comer bem temos que entender que tudo e excesso faz mal mas comer da forma correta doce, não vai te prejudicar se estiver focada em uma reeducação alimentar.

Quando pensamos em fazer dietas, imaginamos uma situação cheia de sacrifícios, de dias passando fome, e só este cenário já poderia fazer muitas pessoas desistirem da ideia de reduzir peso.

O trabalho feito nos programas de reeducação alimentar tem como principal objetivo lhe auxiliar no processo de controle de peso e no entendimento de como seu corpo realmente funciona, promovendo a melhoria da sua saúde e também a manutenção do seu peso ideal de forma duradoura, sem que você precise abrir mão do prazer de comer bem.

A reeducação alimentar, com certeza, é a melhor forma de se reduzir peso com saúde.

Mas como qualquer outro método, também requer persistência e disciplina, além, é claro, de ser necessário buscar um novo estilo de vida, com a prática de exercícios físicos de maneira regular.

POR QUE FAZER REEDUCAÇÃO ALIMENTAR E COMO FAZER?

POR QUE FAZER REEDUCAÇÃO ALIMENTAR E COMO FAZER

Os hábitos alimentares da sociedade estão mudando com a evolução tecnológica, alterando também a forma como o corpo acumula gordura.

Na pré-história, não existia alimento disponível o tempo todo e, desta forma, para garantir a energia necessária para a sobrevivência, o corpo utilizava a gordura estocada até que fosse possível realizar uma nova refeição.

Além disso, a quantidade de calorias que nós gastávamos era imensamente maior, já que as pessoas precisavam caçar e se manter ativas o tempo todo.

O padrão alimentar era focado em alimentos ricos em proteínas e o consumo de alimentos ricos em carboidratos era bem menor, ajudando no processo de controle hormonal.

Na vida moderna, porém, o que nós estamos vendo é justamente o oposto.

É possível encontrarmos alimentos cada vez mais calóricos e cada vez mais disponíveis em qualquer lugar e a qualquer momento.

O padrão alimentar atual é caracterizado pelo alto consumo de alimentos de origem animal, de açúcares, de gorduras saturadas, e pelo baixo consumo de produtos integrais, de legumes, de verduras e de frutas.

Ao mesmo tempo, vivemos numa sociedade cada vez mais sedentária e cada vez mais dependente da tecnologia.

O excesso de facilidades como os meios de transporte, as conexões sem fio, o acesso a praticamente qualquer produto ou serviço com o uso do celular e da internet, trouxeram muito problemas relacionados à redução das atividades e dos esforços físicos das pessoas no dia a dia.

A reeducação alimentar tem como principal foco a mudança de hábitos alimentares e também de estilo de vida.

Você aprenderá a iniciar com pequenas mudanças, seja na alimentação, seja fazendo uma pequena atividade física como, por exemplo, uma caminhada leve duas a três vezes na semana.

Incluir outras atividades, tais como: escolher alguns lugares para ir andando, usar mais as escadas no lugar do elevador e sair para passear com seu bicho de estimação poderá transformar completamente seu corpo a médio e longo prazo.

Enfim, incluir novas formas de se manter ativa durante o dia, mantendo uma vida menos sedentária é uma das etapas mais importantes do processo de mudança de hábitos.

O programa de reeducação alimentar é feito de duas partes principais.

A primeira parte é focada na redução de peso com a alteração dos hábitos alimentares para que o corpo possa utilizar a gordura corporal estocada como fonte de energia.

Na segunda parte, será feito um trabalho para manter o peso que foi atingido, e é justamente neste momento, que a mudança dos hábitos será fundamental.

Desta forma, a proposta dos projetos de reeducação alimentar é mudar nutricionalmente a alimentação de maneira que o processo de emagrecimento seja natural e saudável, ajudando também na mudança dos hábitos para que você possa continuar no peso ideal.

Na Reeducação alimentar a qualidade dos alimentos é importante não a quantidade: 

Reeducação AlimentarAs dietas da moda normalmente são feitas somente com foco na redução de calorias, fazendo as pessoas perderem peso de maneira rápida, porém sem se preocupar com a manutenção da saúde.

Um dos focos do processo de reeducação alimentar é fazer você perder peso, porém mantendo uma alimentação completa em termos nutricionais.

Vale lembrar que estes índices devem ser alterados em função do perfil nutricional de cada indivíduo, tais como a idade, o sexo e também o nível de atividade física do mesmo.

Para isto é necessária uma avaliação mais precisa por parte de um profissional da área da saúde;

ENTENDA COMO VOCÊ ENGORDA (E COMO VOCÊ PODE EMAGRECER DE VERDADE COM R.A REEDUCAÇÃO ALIMENTAR)

Este sou eu administrador do Blog.  Meu antes e depois 110 kg para 90 kg – 20 kilos!! com reeducação alimentar e exercícios físicos.

Antes e depois Reeducação Alimentar

 

A primeira coisa que você deve saber, é que emagrecer não significa comer menos!  Mas sim comer os alimentos certos! Você vai intender mais abaixo.

A forma mais ineficaz de todas de tentar emagrecer é simplesmente comer menos.

A mídia, no geral, parece não se preocupar em mostrar o que realmente funciona, apenas diz o que você quer ouvir para que você gaste o seu dinheiro suado.

Se você está aqui é porque já tentou várias vezes emagrecer, correto? E em todas essas vezes sua primeira atitude foi fechar a boca, não é mesmo?

Deu certo?

Na realidade, isso não é sua culpa.

Mesmo para mim, foi extremamente desafiador encontrar informação de valor no meio de tanta balela que nos cerca.

Já estou cansada de ver truques como modelos de fitness (famosos) magras demonstrando um produto que nunca usaram antes.

Em seguida, eles usam palavras de persuasão, seguido de uma chamada, dizendo que o produto está com um ótimo desconto e para você comprar rapidamente.

Em seu desespero para emagrecer, acaba comprando gato por lebre e servindo de cobaia para estes produtos que 99,9% das vezes não dão certo.

E você acaba ficando frustrada, triste e muitas vezes até prejudicando a saúde.

Para você emagrecer de verdade é necessário ter o controle correto de dois hormônios principais, insulina e leptina.

hormônios principais, insulina e leptina Reeducação alimentar

 

A insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas e realiza o transporte da glicose para dentro das células, permitindo que esta seja utilizada como fonte de energia.

A Insulina é fundamental para regular os níveis de açúcar no sangue.

Este hormônio também é responsável pela acumulação de gordura corporal.

Outra coisa que quase ninguém menciona, mas que você precisa saber, é  que a gordura é um tecido adiposo, ou seja, a gordura corporal é um órgão vivo! Sim, gordura é um órgão endócrino e vivo.

O controle da insulina é fundamental para o sucesso da reeducação alimentar.

Como sua alimentação errada, seu corpo recebe altos níveis de glicose, em consequência disso eleva-se os níveis de insulina, com esta produção extra de insulina, o corpo tenta “forçar” mais glicose para dentro das células, que reduzem o número de receptores, se tornando menos sensíveis à insulina.

Porém, isso não acontece nas células adiposas, as quais mantêm seus receptores intactos. Logo, esta glicose toda será naturalmente convertida em gordura corporal! E armazenada especialmente na barriga.

A gordura corporal conversa com o cérebro através da leptina. Ela é responsável em dizer ao cérebro que temos gordura suficiente armazenada, que não precisa comer, e que podemos queimar calorias em um ritmo normal.

A leptina é um hormônio produzido pelas células de gordura no corpo. O seu principal papel é regular a quantidade de calorias que comemos e queimamos, bem como a quantidade de gordura do nosso corpo.

Quando você tem gordura corporal suficiente, o cérebro recebe uma mensagem da leptina para diminuir a fome e dá uma ligada para a tireoide acelerar o metabolismo para queimar o excesso de gordura.

Quando você tem pouca gordura, a sinalização da leptina fica mais fraca e o cérebro toma medidas para incentivar você comer mais, falando com a glândula tireoide para diminuir o metabolismo para gastar menos energia.

Se isso é tudo verdade, por que algumas pessoas são extremamente gordas e têm fome a todo o momento, como isso se explica?

As pessoas que são obesas têm um monte de gordura corporal e suas células de gordura produzem leptina em proporção ao seu tamanho, isso faz com que estas pessoas tenham níveis muito elevados de leptina.

Como o corpo está cheio de leptina supõe-se que a pessoa sinta menos fome e tenha o metabolismo mais aceleradono entanto…

O problema é que o sinal da leptina não está funcionando, o cérebro não consegue captar a sinal.

Esta condição é conhecida como a resistência à leptina. Acredita-se que isso seja a principal anormalidade biológica na obesidade humana.

Quando o cérebro não recebe o sinal da leptina, erroneamente pensa que o corpo está morrendo de fome e que não tem gordura armazenada no corpo.

Isso faz o cérebro mudar sua fisiologia e comportamento, a fim de recuperar a gordura que o cérebro pensa que está faltando.

O que vai acontecer com você?

  • Você vai comer mais: O cérebro diz para o seu corpo repor a energia que ele pensa que está faltando, aumentando a sua sensação de fome, é nesse momento que a dieta da moda falha, você não resiste e acaba comendo.
  • Redução das despesas de energia: O cérebro pensa que precisamos conservar energia, por isso faz-nos sentir mais preguiçosos e nos faz queimar menos calorias em repouso, ou seja, você não emagrece.

Desta forma… Comer mais e exercitar menos não é a causa do ganho de peso, é a conseqüência

Para a grande maioria das pessoas, tentar exercer inibição cognitiva (força de vontade) sobre o sinal de fome orientado pela leptina é quase impossível.

A maioria das “dietas” não fornecem bons resultados a longo prazo.

Este é um problema bem conhecido em estudos de perda de peso.

As dietas são tão ineficazes que sempre que alguém vai de obeso a magro, é visto como material notícia.

A verdade é que quando se trata de perder peso utilizando estas dietas da moda, o sucesso é a exceção, não a regra.

A maioria das pessoas está familiarizado com as dietas e muitas vezes é fácil perder peso no começo, especialmente quando a motivação está em alta.

Mas muito em breve a fome e os desejos usam fortes forças bioquímicas que nos obrigam a comer de volta e recuperar o peso perdido.

Esta é a razão principal para que muitas pessoas tenham “o terrível efeito sanfona.”

Perde uma quantidade significativa de peso, apenas para ganhar de volta (algum tempo depois).

Dicas de como montar o cardápio ideal para começar uma reeducação alimentar

Cardápio Ideal Para Reeducação Alimentar

 

Sempre inicie sua refeição comendo uma salada leve. Saladas são mágicas!

Além de poucas calorias e muitos nutrientes, elas já começam a saciar a fome. O bom disso é que quando chegar no segundo prato, não vai querer devorá-lo.

Mas preste atenção: uma salada leve não deve conter bacon, croutons ou molhos prontos que apenas aumentam as calorias do prato – e isso faria perder todo o sentido que queremos ao comer a salada primeiro.

No entanto, caso queira comer uma salada mais elaborada e com esses ingredientes, adicione algum tipo de carne e faça dela o prato principal.

Procure comer alimentos frescos sempre que possível

Alimentos industrializados podem ser práticos de se preparar mas possuem excesso de sódio, gordura. Juntos eles aumentam as calorias e fazem o corpo reter líquidos, o que lhe dará uma aparência inchada – leia-se gorda!

Use tudo integral!

Alimentos como arroz, massas, pão, bolachas já podem ser encontrados em versões integrais em quase todos os supermercados.

O benefício destas versões integrais é que elas contêm muitas fibras que ajudam a desinchar o corpo. Além disso, as fibras aumentam a sensação de saciedade fazendo com que você coma menos.

Nutrição com pouca caloria

Uma boa atitude é incluir em suas refeições alimentos ricos em nutrientes importantes, mas que quase não contém calorias.

E quem são eles?

A quinoa, a linhaça, a aveia e a chia são ótimos exemplos. E o melhor é que podem ser acrescentados em vários pratos, como saladas, bolos, vitaminas, arroz.

O café da manhã deve ser a refeição mais sagrada do dia

Como se trata da primeira refeição, ela é de certa forma responsável pelo equilíbrio da sua saciedade durante todo o restante do dia. Aposte em um café completo e saboreado com calma e verá como chegará às próximas refeições com menos fome.

Evitar alimentos que fermentam e formam gases

Feijão, repolho, couve-flor e similares devem ser consumidos com parcimônia. Eles não precisam desaparecer da sua vida, mas aparecer uma ou duas vezes por mês apenas.

Coloque cores mais escuras

Sempre que for montar o seu prato, procure colocar uma verdura escura como o espinafre, a couve e a rúcula. Elas costumam possuir muita fibra e ajudam a saciar a fome.

Selecione melhor os queijos

O cardápio ideal para começar uma reeducação alimentar pode e deve conter queijos. Mas não de todos os tipos. Diminua o consumo de queijos mais amarelos, como o cheddar, a mussarela e o provolone. Prefira as versões mais leve e com poucas calorias, como o cottage, a ricota e as versões lights.

Diga não aos temperos prontos

Os temperos e molhos prontos especiais para salada são práticos e, algumas vezes até gostosos. Mas deixe para usá-los uma ou duas vezes por mês pois são muito calóricos. No lugar deles, use temperos como alho, cebola, limão e ervas. Eles são pouco calóricos e dão muito sabor.

Mais cor!

Procure montar pratos bem coloridos. Usando as cores, você estará também diversificando o que come e aumentando as chances de ter muitos nutrientes na refeição.

Água, água, água

Manter-se hidratada é muito importante para quem está montando o cardápio ideal para começar uma reeducação alimentar. O ideal é beber ao menos dois litros de água por dia.

Quando comprar outras bebidas, esqueça os refrigerantes e prefira os sucos sem adição de açúcar.

Faça exercícios

Exercícios aumenta seu metabolismo e quando você acelera seu metabolismo você vai queimar mais calorias  e não somente no momento que esta praticando os exercícios mas horas depois o que é ótimo!! Então olha só você faz um sacrifico de alguns minutos que vão render muitas horas depois!

Percebe como essa preguiça vai ferrar sua vida se não der um jeito agora?

Muitas mulheres não tem tempo pra treinar por isso aconselho o Mamãe Sarada treinos de 14 minutos  que podem ser feitos em casa, e com a Personal Gabriela Cangussu se quiser conhecer CLIQUE AQUI

mamae-sarada

Última dica:

Deixe os doces para apenas alguns dias do mês e coma uma fruta na sobremesa do dia-a-dia.

 Salada de frutas reeducação alimentar

As frutas possuem muitos nutrientes e conseguem saciar aquela vontade de doce que temos depois de uma refeição. Mas possuem menos calorias do que os doces tradicionais.

Conclusão

Vimos anteriormente que o controle dos hormônios insulina e leptina são fundamentais para se garantir o sucesso de um programa de redução de peso.

Para tanto, não basta pensar em redução de calorias, a qualidade dos alimentos que são consumidos é que irá determinar se você terá resultados realmente efetivos.

As mudanças de estilo de vida são importantes no processo.

Outra questão importante dentro do processo de reeducação alimentar é a mudança de estilo de vida.

Isto significa que é fundamental incluir refeições ao longo do dia, evitando muitas horas sem se alimentar, criar formas no dia a dia de se manter mais ativo, além, é claro, de ser necessária a redução do estresse.

Você aprenderá aqui a criar pequenas estratégias para mudar seus hábitos e, juntamente com um plano alimentar, conseguir fazer mudanças reais na sua vida e no seu corpo.

Participe do nosso grupo no Facebook Emagrecer Juntos Reeducação Alimentar, lá você encontrara dicas de receitas e poderá interagir compartilhando seu cardápio e conhecer a rotina dos integrantes do grupo é muito legal! Participe você também. CLIQUE AQUI ou na imagem abaixo:

Emagrecer Juntos - Reeducação Alimentar

  Se gostou deixe um comentário e compartilhe 😉

Facebook Comments
Reeducação Alimentar
3.8 (75.45%) 22 votes

14 comentários

  1. Estou com 140 kls e me sentindo mal, não consigo dar inicio a nada pois não encontro motivação,mas agora quem sabe alguém possa me ajudar me dando direção de como fazer e consigamos juntos alcançar o meu ideal que é entrar novamente em dois dígitos.

  2. Parabéns texto muito esclarecedor. Já tentei várias dietas mas todas com efeito San fina agora, estou partindo para RA e este texto me esclareceu muito e me incentivou ainda mais já estou no grupo.

  3. Oi gente tenho muito orgulho de quem consegue emagrecer comigo nada fociona mesmo assim tenho tomado muito cuidado com minha alimentação já estou caminhando mais até agora não tenho visto nenhum resultado por favor me ajudem eu tenho muita retenção de líquidos fico muito estresada com tudo quero uma dica de vcs por favor. Obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *